Canola: híbridos convencionais e com resistência a Clearfield®

A segurança e a rentabilidade do cultivo de canola dependem da escolha adequada de híbridos.

Tecnologia CL
A tecnologia Clearfield® (CL) facilita o controle de plantas daninhas infestantes de folhas largas e estreitas através do emprego de herbicida pós-emergente em área de cultivo com híbridos de canola CL. Viabiliza o cultivo em áreas infestadas com nabo ou nabiça (Raphanus raphanistrum L.) e outras plantas daninhas. A alternância do uso de híbridos CL com o emprego de cultivares convencionais é indicado, pois o uso repetido do sistema Clearfield® favorece a seleção de plantas daninhas resistentes a herbicidas do grupo das imidazolinonas (inibidores de ALS).
A Advanta Seeds possui em seu portfólio híbridos de Canola convencionais e com a resistência Clearfield®: a Hyola 571 CL e Hyola 575 CL. Esta tecnologia conta com o emprego estratégico de resistência a herbicidas do grupo químico das imidazolinonas.

Canela-preta
A canela-preta, causada pelo fungo Leptosphaeria maculans, é uma das principais doenças da canola, causando grandes prejuízos nas lavouras do Brasil do ano 2000 até o início do emprego de híbridos com resistência à doença. Continuamente, ocorre a seleção dos fungos favorecendo a quebra de resistência das variedades em cultivo . A resistência dos primeiros híbridos (proveniente de Brassica Sylvestris) tornou-se ineficaz, exigindo precauções para prolongar a efetividade de resistência de cada híbrido disponível. É desejável evitar a repetição, por vários anos seguidos, na mesma área, do cultivo de híbridos do mesmo grupo de genes de resistência à canela-preta.

Manejo
Para diminuir os prejuízos causados por geadas, granizo e chuva excessiva durante a safra, é desejável a escolha de híbridos de ciclo distinto que permitam distribuir a semeadura em um período maior, através da interrupção da semeadura por 4-5 dias entre cada 1/3 da lavoura semeada com cada cultivar.
Baseado na combinação das características de resistência a herbicidas e a canela-preta, é indicado alternar híbridos dos três grupos. O emprego dos híbridos CL, GRUPO AMARELO, em uma ou duas safras, contribui para a redução da presença de plantas daninhas (especialmente, de folhas largas). Após o emprego, por uma a duas safras, é indicado substituí-los por híbridos do GRUPO VERDE ou GRUPO AZUL, e assim sucessivamente.

folder_2